Reunião de Periódico 29.08.11

“Do people follow jobs or do jobs follow people?” Essa é a princípio a pergunta que o artigo de Michael Storper e Allen J. Scott, Rethinking human capital, creativity and urban growth, se propõe a responder. O artigo entra em uma discussão sobre os fatores que levam a uma desigual distribuição de capital humano sobre o território dos EUA e qual a relevância da concentração de capital humano em certas cidades para o desenvolvimento das mesmas.

Inicialmente são apresentadas as propostas feitas nos trabalhos de Richard Florida, Edward Glaeser e Clark et al. que justificam a concentração de capital humano em determinadas regiões por supostas amenidades que tais regiões possuiriam. Essas amenidades são entendidas de diferentes formas por cada um dos autores, variando entre condições climáticas agradáveis à presença de uma população criativa na cidade.

Os autores do artigo discordarão das explicações propostas, afirmando que as condições que determinam a distribuição territorial do capital humano dependerão muito mais da estrutura produtiva do país como um todo do que das amenidades de cada uma das cidades.

O artigo está disponível em:

Rethinking Human Capital, Creativity and Urban Growth

Rethinking Human Capital, Creativity and Utban Growth (M. Storper and A. J. Scott) – Matheus Costa

Matheus Costa (Variedades)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s