O Desafio da Competitividade: O Plano Brasil Maior

O empresariado e a indústria brasileiros enfrentam uma série de desafios para se inserir autonomamente no dinâmico comércio internacional e, nos últimos anos, vêm perdendo participação mesmo nos antes cativos mercados nacionais. Um cenário de câmbio sobre-valorizado, de redução na demanda externa em virtude da crise que se arrasta nos EUA e na Europa, de crescimento acelerado de competidores emergentes, tudo aliado a uma conjuntura interna de altos impostos e grande dificuldade logística pressiona o governo a acelerar a tomada de medidas que visem à redução desses obstáculos. O Plano Brasil Maior, lançado em agosto de 2011 é a resposta do governo a essa demanda e o tema da Reunião de Conjuntura apresentada por Lucas Bispo e Yuri Lopes no dia 30 de março de 2012.

O Plano prevê a implementação de uma série de medidas divididas em três grandes grupos. Comércio exterior, Investimento e Inovação e Defesa da Indústria e do Mercado Interno. Dentre as dezenas de medidas previstas, pode-se destacar:

  • Intensificação da Defesa Comercial, Antidumping, Salvaguaras e Medidas Compensatórias.
  • Aumento de 4 vezes no número de investigadores de pedidos de salvaguarda do MDIC.
  • Criação de um programa de fomento a exportação de Micro, Pequenas e Médias empresas.
  • Desoneração das folhas de pagamentos de diversos setores (Calçados, Software…)
  • Regulamentação de lei que permite ao governo contratar bens ou serviços nacionais até 25% mais caros que o fac-símile internacional de menor preço.
  • Criação de um novo regime automotivo com desoneração seletiva de empresas com bom desempenho.
  • Extensão e fortalecimento do Programa de Sustentação do Investimento.
  • Extensão e fortalecimento dos programas de financiamento à inovação.

Diversos setores da sociedade têm lançado dúvidas quanto ao sucesso do programa, entretanto, a efetividade das medidas já tomadas ainda está para ser comprovada conforme a passagem dos meses permita que seus efeitos se concretizem. O Plano também é alvo de críticas que o qualificam como protecionista e desincentivador ainda que o governo argumente em contrário. Novas medidas ainda serão tomadas em complemento àquelas que já estão em efeito, mas há um certo consenso em quanto a que nenhum programa do tipo poderá ter pleno sucesso a menos que deficiências mais profundas, como as que dizem respeito à escassez de mão de obra qualificada e a ineficiência da nossa matriz de transportes, sejam devidamente extintas.

Apresentadores: Lucas Bispo e Yuri Lopes

O Plano Brasil Maior – Lucas Bispo (Parte 1)

O Plano Brasil Maior – Yuri Lopes (Parte 2)

Cartilha do Plano Brasil Maior (Governo Federal)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s