Health Care Reform Eficiência ou Comunismo?

Na última reunião de conjuntura do primeiro semestre de 2012 no dia 13 de julho, foi abordado o tema da aprovação da lei do Health care pela suprema corte dos Estados Unidos da América.

Inicialmente foi mostrado como funciona o sistema atual de seguridade de saúde nos EUA. Boa parte da população é segurada por seus empregadores ou pelo governo, mas o tipo de seguro é muito precário não atendendo todas as necessidades das pessoas. Relacionamos com o perigo moral e um possível uso excessivo do seguro, mas isso poderia ser minimizado com um co-pagamento, além disso, muito americanos tem problema de endividamento por causo de seguro de saúde.

A reforma do sistema consiste em abranger e tornar obrigatório o seguro saúde para todos os estadunidenses sendo aplicado em várias etapas desde 2009 até 2018. Depois foi explicado como funcionou a votação na suprema corte e as visões prós e contras a lei, mas muito do debate está ligado a corrente política e a divisão de dois grandes partidos no país.

Comparando com o sistema brasileiro de seguridade de saúde percebemos muitas diferenças, já que o princípio do SUS, Sistema Único de Saúde, é de ser universal, integral e igual. Inicialmente o sistema era só para os trabalhadores com carteira assinada, com o passar do tempo tornou-se universal para toda população.

Apresentadores: Gustavo Coelho e Mateus Lima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s