What do Bosses do?

Na sexta-feira, dia 2 de dezembro, foi apresentado o artigo What do Bosses do? de autoria de Stephen Marglin. O autor – professor de Harvard com um notável currículo – faz um estudo histórico do desenvolvimento da estrutura produtiva sob uma perspectiva bastante original: ele defende que a alienação do trabalho não é uma necessidade incontornável para o desenvolvimento da produção.

É consequência desta concepção, a qual ele fundamenta extensamente no texto, que o que definiu o sistema de produção especificamente capitalista não foi a maior eficiência dessa organização, mas a garantia de que os possuidores dos meios de produção tivessem um papel essencial no processo produtivo.

Entre os determinantes desse processo destacam-se os obstáculos que os mestres criavam para a transmissão do conhecimento de algumas etapas do processo de produção (interrompendo o elemento dinamizador do sistema artesanal) combinadas com vários mecanismos que fidelizavam os trabalhadores e impediam sua livre mobilidade.

Esse processo criou problemas bastante sérios para o sistema capitalista, uma vez que o aumento do salário gerado pelos trabalhadores implicava em uma restrição à oferta da força de trabalho, uma vez que eles tendiam a preferir ter maior flexibilidade e dedicar ao trabalho um número menor de horas do que acumular riquezas.

Esta contradição deu origem à estrutura fabril de produção. Ela completou o processo de alienação do trabalho ao fazer escapar do trabalhador o controle sobre a aplicação de sua força de trabalho. Isso se deu através de um controle muito mais rígido do processo de produção e de uma centralização da produção.

Dado todo este desenvolvimento teórico, Marglin argumenta que é uma grosseria histórica considerar que o aumento da produtividade é o único fator que influencia na organização da produção. O próprio aumento da produtividade deve ser analisado dentro do contexto das relações sociais que o tornaram possível.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s