A Crise Energética: As Alternativas para Boas Energias no Futuro

Na reunião de conjuntura de hoje, dia 16 de maio de 2014, foi debatida a crise energética do Brasil. A reunião foi iniciada com uma exposição básica da teoria da regulação, incluindo o caso do monopólio natural. Destaque especial foi dado às dificuldades que a regulação enfrenta, inter alia a assimetria da informação e os custos de transação.

Em seguida, foi abordado o sistema elétrico do Brasil através da apresentação de uma série de gráficos e tabelas. Um bom exemplo é o gráfico abaixo, que apresenta o consumo de energia elétrica no Brasil, referente ao mês de fevereiro deste ano, estratificado por classe, que destaca, também, as evoluções mensal e anual deste mesmo consumo:

Energia01

De fato, a ocorrência de temperaturas elevadas e da estiagem prolongada são fatores contribuintes para a crise que estamos enfrentando atualmente. No entanto, a crise do sistema energético do Brasil está inserida em um quadro mais amplo, que não resulta apenas de variáveis de natureza meteorológicas. Aliás, a crise de hoje pode ser explanada por fatores como os listados abaixo:

  • Embora o planejamento tenha sido feito por meio de concessões e investimentos, foram encaminhadas muitas obras que não foram concluídas a tempo
  • Parques eólicos no Nordeste prontos e sem linhas de transmissão
  • Falta de transparência do governo e excesso de intervenção irritam o mercado e inibem cooperação
  • Contratos prorrogados automaticamente
  • Atraso na liberação das regras para as próximas concessões de distribuição

Neste contexto, o setor energético brasileiro tem enfrentado desafios em três áreas:

  1. Segurança de suprimento
  2. Tarifas e preços competitivos
  3. Sustentabilidade Socioambiental

Por fim, foram apresentados dados referentes às principais fontes de energia alternativas, nas quais o Brasil já desfruta de investimento que pode ser considerado significativo, embora concentrado na energia hidroelétrica — fator este que se evidencia como contribuinte adicional à crise. As fontes alternativas tratadas incluíam a energia solar, a biomassa, a hidroeletricidade assim como a energia eólica.

Apresentado por: Carolina Vale Rosa e Igor Koehne

A Crise Energética – Carolina Vale Rosa e Igor Koehne

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s