The Microfinance Promise

Nesta segunda-feira, dia 22 de setembro, foi apresentado o artigo The Microfinance Promise da autoria de Jonathan Morduch. O artigo, que tem mais de 2070 citações, é de extrema relevância no campo de estudos voltado às microfinanças.

Muitos acreditam que a prestação de assistência governamental a indivíduos de baixa renda cria dependência e “desincentivos” que fazem a situação de tais indivíduos piorar, não melhorar. No entanto, existe a esperança de que bastante pobreza possa ser “aliviada” — e que estruturas econômicas e sociais possam ser transformadas fundamentalmente — através da provisão de serviços financeiros a domicílios de baixa renda. Destarte, as instituições de microfinanças (IMFs) compartilham o compromisso de servir clientes que foram excluídos do setor bancário formal.

Dado tal contexto, foram apresentados dados da Organização das Nações Unidas (ONU) referentes à pobreza mundial. Depois, foram apresentadas as várias visões (direita versus esquerda) dentro das microfinanças. Em seguida, foram apresentados alguns programas antigos e atuais, como por exemplo o Grameen Bank, o BancoSol e os Village Banks da Foundation for International Community Assistance (FINCA). Os dados referentes ao número de clientes bem como aos empréstimos, foram atualizados pela apresentadora.

Ademais, foram discutidos alguns mecanismos microfinanceiros, tal como seleção entre agentes, monitoramento entre agentes, incentivos dinâmicos e cronogramas de pagamentos regulares. Em seguida, foram abordados os retornos e impactos econômicos e sociais bem como poupanças.

Ao final da apresentação, foram levantadas algumas conclusões apresentadas no próprio artigo, tais como:

  • O movimento das microfinanças demonstrou uma necessidade de pensar de maneira criativa e inovadora em termos de mecanismos institucionais
  • Se o movimento não “quiser” abandonar a “promessa” do alívio da pobreza substancial através das finanças, se deparará com escolhas difíceis (subsídios versus sustentabilidade)
  • Neste contexto, necessita-se uma “segunda onda” de inovação e definição de “best-practices

Apresentado por: Carolina Vale Rosa

The Microfinance Promise – Carolina Vale Rosa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s